Aneurisma da Aorta Abdominal – Um “assassino” silencioso

O aneurisma de aorta abdominal (AAA) é uma grande ameaça à saúde nos homens com mais de 65 anos e é fatal para 80% das vítimas e é a 12ª causa de morte na Europa.

A aorta é o principal artéria no corpo humano que sai do coração. Um aneurisma da aorta é um “balão” na aorta devido ao enfraquecimento da sua parede. Quando uma ruptura de aneurisma da aorta abdominal, normalmente é um evento fatal para 80% das vítimas. Muitas vezes não tem sinal de alerta antes da ruptura, sendo a maneira mas eficaz de detectar e prevenir é durante o exame físico de rotina, permite a detecção de um aneurisma potencialmente fatal a tempo suficiente para um cirurgião para tomar as medidas correctivas necessárias.

Em Portugal estima-se que cerca de 2,4% dos homens com mais de 65 anos estejam em risco. Praticamente todos os pacientes que desenvolvem um AAA são fumadores ou ex-fumadores. A pressão arterial elevada ou com história familiar de AAA também estão em risco, sendo o sexo masculino outro factor de risco, no entanto, as mulheres também podem desenvolver um AAA e geralmente numa idade mais avançada.

As pessoas que estão em risco aumentado para AAA (Homens com mais de 65 anos, fumadores ou ex-fumadores e hipertensos) ou indivíduos com suspeita de AAA no exame físico, necessitam de ser examinados através de exame não invasivo simples: Ecografia abdominal. Os exames são capazes de dizer aos médicos a dimensão do aneurisma de forma a determinar qual tratamento necessário. Em geral, as orientações para aqueles que devem ser rastreados, segundo a campanha Aorta é Vida, incluem:

  • Sexo masculino
  • > 65 anos
  • Fumador ou ex-fumador
  • História familiar de AAA
  • Hipertensão arterial
  • Doença cardiovascular
  • Colesterol elevado

 O tratamento é determinado pela localização e da anatomia do AAA. Pode ser corrigido cirurgicamente se tiver indicação para tal, mas se a dimensão não necessitar de cirurgia, é vigiado de 6 em 6 meses.

Se estiver no grupo de risco, visite o seu médico!

Para mais informações, consulte:

http://www.aortaevida.com/

Written by

No Comments Yet.

Leave a Comment

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.